Translate

quarta-feira, 29 de março de 2017

Alheio a mim o dia passa,
Há tanta saudade quando eu a olho,
A saudade é capaz de afugentar, momentaneamente a dor,
Tudo se passa num relance e nos toma por inteiro,
Alguém beija alguém em algum lugar,
Alguém ama alguém em alguma cama
E a felicidade de ser se espalha com a mistura da saudade,
Uma fragrância de rosas e cheio de quero outra vez
Vivi com certeza uma vida alegre com você em algum lugar,
Tudo é gravado, como o melhor de mim,
Em mim,
Tudo dado do melhor de mim,
A você
Eu não devo falar de você – não devo pensar em você
Quando me custa cada momento de acordar e caminhar sozinho,
Enquanto eu espero, envelheço, hoje, mais do que ontem
Retomo os meus poemas, ponderando muito
Retomo os meus poemas, demorando-me mais do que sempre
E a sua imagem a ergueu-se diante de mim,
Extraordinária em graça, derramando poder e sedução,
Impregnando em essência toda poesia que eu faço

Charles Burck


Charles Burck

Um comentário: